TIRE O SEU RACISMO DO CAMINHO QUE EU QUERO PASSAR COM A MINHA COR. Georges Najjar Jr

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Milhares de indianos pobres marcham por justiça social

foto23-300x168
Milhares de indianos entre os mais pobres do país, incluindo membros de tribos e os dalits ("intocáveis"), iniciaram nesta quarta-feira uma caminhada de 350 km em direção a Nova Deli para denunciar suas precárias condições de vida, apesar do propalado desenvolvimento econômico do país.
Esta "Marcha pela Justiça" teve início na cidade de Gwalior (centro) e deve ser concluída em 26 dias em Nova Delhi, indicou a organização por trás desta iniciativa, a Ekta Parishad, que luta pelo direito à justiça social para os indianos sem terra.
- Aproximadamente 35.000 pessoas se reuniram em Gwalior e até que a marcha alcance Nova Deli esperamos que o número chegue a 100.000 – declarou o porta-voz da organização, Aneesh Thillenkari.
A primeira marcha deste tipo, que foi organizada em 2007 e teve o acompanhamento de 25.000 pessoas, entre elas camponeses endividados que exigiam o direito de ter acesso à terra e aos meios de subsistência para a produção de alimentos. Onze pessoas acabaram morrendo nessa caminhada.
- Pedimos que as terras agrícolas sejam usadas exclusivamente para a agricultura e queremos uma política de reforma agrária, que não existe hoje – declarou Thillenkari. "Quando os pobres querem terras, o governo central diz que é um problema do governo local. Mesmo assim, ele (o governo central) adquire terrenos para uso industrial ou criação de zonas econômicas especiais", denunciou ainda. 

Antes de lançar a marcha de camponeses, membros da tribo Adivasis e dalits, o fundador da Ekta Parishad, PV Rajagopal, lembrou que esta iniciativa é uma luta "pela dignidade, segurança e identidade". Muitos segmentos da população também se queixam de serem excluídos do desenvolvimento da terceira potência econômica da Ásia e de serem sacrificados no altar do liberalismo.
Aproximadamente 73% da população de 1,2 bilhão de pessoas vivem da agricultura. Muitos projetos industriais foram adiados ou abandonados nos últimos anos devido a disputas com as comunidades locais sobre a aquisição de terras. Uma forte classe média surgiu na Índia através de uma política de liberalização econômica implementada em 1991, mas milhões de indianos ainda vivem abaixo da linha da pobreza.